fbpx
Telefone: (54) 3232-2779 Telefone: (54) 9 9191-8004
Endereço: Rua Pinheiro Machado, nº 719 - Sala 502 - Sarasvati - Vacaria/RS - 95200-000

HPV você sabe o que é?

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

O papilomavírus humano (HPV) é uma infecção viral transmitida entre pessoas pelo contato pele a pele. A doença infecta a pele e as mucosas (oral, genital e anal). O HPV é a doença sexualmente transmissível comum e afeta homens e mulheres. Uma pesquisa divulgada recentemente pelo Ministério da Saúde apontou que 54% dos jovens entre 16 e 25 anos estão infectados pelo vírus.

A infecção é tão comum que a maioria das pessoas sexualmente ativas poderá contrair o vírus em algum momento, mesmo que tenham poucos parceiros sexuais. Geralmente, o HPV é inofensivo e desaparece por si só. Algumas pessoas nem descobrem que estavam com o vírus pois ele não apresenta sintomas. No entanto, é preciso ficar atento pois alguns tipos podem causar câncer e verrugas genitais.

Tipos de HPV

Existem mais de 200 tipos de HPV, sendo que 150 já foram identificados. Cerca de 40 deles podem ser transmitidos pelo contato sexual e afetar os órgãos genitais, boca e garganta, e podem até causar câncer.

Outros tipos de HPV podem causar verrugas comuns, como nas mãos e nos pés e também na região genital. Os tipos de papilomavírus humano podem ser classificados em dois grupos: aqueles com baixo risco de desenvolver câncer e aqueles com alto risco. Dois tipos de HPV, 6 e11, são responsáveis pela maioria dos casos de verrugas genitais. Eles são considerados de baixo risco porque não causam câncer e outros problemas sérios de saúde.

Existem 12 tipos de HPV classificados como de alto risco, embora dois em particular (16 e 18) são responsáveis pela maioria dos casos de câncer. O mais comumente ligado ao HPV é o câncer de colo de útero, mas o vírus também pode resultar em câncer de vulva, vagina, pênis, ânus, boca e garganta.

HPV em homens

A maioria dos homens que contraem o HPV não apresentam sintomas e a infecção geralmente desaparece completamente sozinha. Em alguns casos, podem surgir as verrugas genitais, localizadas principalmente no pênis e escroto.

O diagnóstico do HPV em homens é feito pelo urologista que pode observar o órgão genital a olho nu para identificar alguma lesão. Também pode ser solicitado exames, como peniscopia e colposcopia.

HPV em mulheres

As mulheres são as mais afetadas pelo HPV, que é o principal causador de câncer de colo de útero, doença que mata cerca de 265 mil mulheres por ano.

Os sintomas do HPV no organismo feminino costumam ser o aparecimento de verrugas na região da vulva, grandes ou pequenos lábios, colo do útero, ânus ou parede vaginal. Além desses sintomas visíveis, podem surgir corrimento vaginal, coceira ou ardência na região íntima. O diagnóstico do HPV em mulheres é feito pelo ginecologista e pode incluir exames clínicos, Papanicolau, captura híbrida e colposcopia.

HPV em crianças

Em crianças, a contaminação pelo HPV pode acontecer por transmissão materno-fetal (durante a gestação, trabalho de parto ou aspiração do líquido amniótico), por compartilhamento de objetos de uso pessoal, como toalhas, sabonetes, roupas íntimas ou em casos de abuso sexual.

Fatores de risco

Qualquer pessoa com a vida sexual ativa têm possibilidades de ser infectada pelo HPV. Mas alguns fatores podem aumentar a probabilidade de infecção:

  • Muitos parceiros sexuais;
  • Não utilizar preservativos;
  • Início precoce da vida sexual;
  • Sistema imunológico enfraquecido;
  • Presença de outras doenças sexualmente transmissíveis.

Importância da vacinação

A vacina é a maneira mais eficaz de prevenir o HPV. Ela estimula o organismo a produzir anticorpos específicos para cada tipo do vírus e, assim, a pessoa fica protegida.

Existem dois tipos de vacinas disponíveis no Brasil que ajudam na prevenção do câncer de colo de útero, vulva, vagina, pênis, ânus e boca:

  • Vacina Bivalente: eficaz contra o HPV dos tipos 16 e 18 e deve ser aplicada em três doses. Essa vacina é indicada para pessoas a partir de 9 anos de idade.
  • Vacina Quadrivalente: protege contra quatro tipos de HPV: 6, 11, 16 e 18 e também deve ser aplicada em três doses. Esse tipo de vacina é indicado para homens dos 9 aos 26 anos e mulheres entre 9 e 45 anos.

Pessoas que estão em tratamento ou já foram infectadas pelo HPV também podem tomar a vacina pois ela protege contra outros tipos do vírus.

Se quiser saber mais sobre o vírus, visite nossa página com todas as informações sobre o HPV 


Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
Artigo anteriorPróximo artigo