Telefone: (54) 3232-2779 Telefone: (54) 9 9191-8004
Endereço: Rua Pinheiro Machado, nº 719 - Sala 502 - Sarasvati - Vacaria/RS - 95200-000

Meningite no Brasil

Compartilhe:
  • 56
  •  
  •  
  •  

A meningite atinge o sistema nervoso e é caracterizada pela inflamação das membranas protetoras que cobrem o cérebro e a medula espinhal.  Embora a meningite bacteriana seja muito menos frequente que a viral, é uma condição perigosa que se não for tratada com rapidez, pode deixar o paciente com graves sequelas ou levar a morte nos casos mais graves.

O inchaço da meninge geralmente leva a sintomas como dor de cabeça, febre, rigidez no pescoço, manchas roxas na pele, cansaço e apatia. Na presença destes sintomas procure imediatamente ajuda médica.

Mesmo com o diagnóstico precoce e tratamento adequado, entre 5% e 10% dos pacientes vão à óbito por conta da doença. Quando o tratamento não é realizado, as chances de morte são de 50%. A forma mais eficaz de prevenir a doença é por meio da imunização que faz parte do calendário básico de vacinação.

 

Essa é uma doença séria que acomete pessoas de todas as idades e pode ser causada por bactérias, vírus, parasitas, fungos e também por processos não infecciosos. A meningite atinge cerca de 1,2 milhões de pessoas e é responsável por aproximadamente 135 mil mortes por ano em todo o mundo. Os dados são da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Entenda a história da Meningite no Brasil

Na década de 1970 o Brasil passou por uma grande epidemia de meningite meningocócica, um dos tipos mais perigosos e fatais da doença. A população do país entrou em pânico com as mortes e sequelas irreparáveis causadas pela doença. Em 1975 foi registrado o maior índice de fatalidade da meningite. Foram registradas 411 mortes no ano, o que representa uma média de 1,5 óbitos por dia.

Somente após uma grande campanha de vacinação nacional, a situação foi controlada. Com a introdução de novas vacinas ao calendário básico de vacinação, o número de casos de meningite no Brasil está diminuindo anualmente.

Segundo dados do Ministério da Saúde, em 2015 foram notificados pouco mais de 1000 casos de meningite, sendo as regiões Sul e Sudeste mais atingidas. Atualmente, a meningite é considerada uma doença endêmica, isto é, são registrados casos durante todo o ano, com surtos e epidemias ocasionais. As meningites bacterianas ocorrem mais na época do inverno e as virais são mais comuns durante o verão.

Tipos de Meningite

Os tipos mais comuns de meningite no Brasil são as bacterianas e virais. Confira, a seguir, mais informações sobre cada uma delas.

Meningite Bacteriana

Esse tipo de meningite é extremamente grave e exige tratamento médico urgente. Se não for controlada imediatamente, a meningite bacteriana por ser fatal ou causar danos cerebrais irreversíveis.

Na maioria dos casos, ela é causada pelas bactérias pneumococo, meningococo e haemófilos. Durante o inverno, os casos de meningite bacteriana aumentam por causa do clima, que é propício para a propagação dos germes.

Os primeiros sintomas da meningite bacteriana aparecem repentinamente. E podem incluir:

  • Dor de cabeça intensa;
  • Febre;
  • Náusea;
  • Sonolência;
  • Pescoço rígido;
  • Manchas roxas na pele.

É fundamental procurar ajuda médica ao perceber esses sintomas, já que a doença se agrava rapidamente.

Meningite Viral

A meningite viral é o tipo mais comum da doença e geralmente é mais leve. A maioria dos pacientes se recupera de forma rápida, até mesmo sem o tratamento. No entanto, é fundamental procurar um médico ao perceber os sintomas:

  • Febre;
  • Irritabilidade;
  • Sonolência ou dificuldade para acordar;
  • Letargia (falta de energia).

Vacinas

Manter o calendário de vacinação em dia é a melhor maneira de evitar a meningite.

As vacinas meningocócicas são fundamentais para prevenir casos de meningite A, B, C, W e Y; geralmente são indicadas a partir dos 3 meses de idade, Quanto mais novo o bebê, mais doses deverão ser administradas, mas também mais cedo seu baby estará imunizado.

É fundamental  aplicar todas as doses de reforço conforme indicação. Como o sistema imunológico infantil ainda não está totalmente formado, as crianças estão mais vulneráveis a contrair meningite.

A rede privada oferece dois tipos de vacinas:

  • MENINGITE B
  • MENINGITE ACWY

Se você der a meningite C no posto e somente a meningite B na rede particular seu filho já estará com 80 – 90% de cobertura contra as meningites meningocócicas. Essas são as mais prevalentes. e caso você possa dar também a meningite ACWY no particular, melhor ainda!

Você pode se informar mais sobre o assunto visitando nossa página sobre meningite. 

Continua com dúvidas? Entre em contato conosco !


Compartilhe:
  • 56
  •  
  •  
  •  
Artigo anteriorPróximo artigo