fbpx
Telefone: (54) 3232-2779 Telefone: (54) 9 9191-8004
Endereço: Rua Pinheiro Machado, nº 719 - Sala 502 - Sarasvati - Vacaria/RS - 95200-000

Sintomas de Catapora na Adolescência

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

A catapora é uma doença comum na infância e bastante conhecida pelas suas típicas bolinhas vermelhas na pele. Mas você sabia que ela pode ter efeitos mais graves durante a adolescência?

Antes de conhecer os sintomas da catapora na adolescência, é preciso entender mais sobre essa doença. Causada pelo vírus Varicella Zoster, da família herpes vírus, a catapora também é conhecida como varicela. A doença é fácil e rapidamente transmitida de pessoa para pessoa pelo contato físico direto ou por meio de espirros e tosse.

Mais de 90% dos casos de catapora são registrados em crianças menores de nove anos de idade. Isso ocorre, principalmente por causa do convívio com outras crianças em creches e escolas.

Características da catapora

Quando um organismo é infectado, o sistema imunológico produz anticorpos para combater o vírus, que permanece no corpo durante toda a vida.

Os anticorpos fornecem uma proteção vitalícia contra o vírus, que fica inativo. Por isso, é incomum que uma pessoa tenha mais de um episódio de catapora na vida. Cerca de 48 horas depois de apresentar os primeiros sintomas, o indivíduo já começa a transmitir a doença. O principal sintoma da catapora é uma erupção cutânea, as famosas bolinhas vermelhas em todo o corpo.

Porém, um ou dois dias antes da erupção aparecer algumas pessoas apresentam febre que pode ser acompanhada de dor de cabeça, mal estar e/ou falta de apetite. O período de incubação dura entre 10 e 20 dias e o risco de contágio termina apenas quando as bolhas desaparecem.

Sintomas de catapora na adolescência

Os sintomas de catapora na adolescência são parecido com os sintomas na infância, no entanto, podem ocorrer com maior intensidade. Os primeiros sintomas incluem dores no corpo, febre, fadiga e irritabilidade, seguidos pelas erupções cutâneas e coceira por todo o corpo. A erupção também pode se espalhar para a boca ou outras partes internas do corpo.

Riscos da catapora na adolescência

Durante a adolescência e na fase adulta a catapora pode causar problemas mais sérios e pode levar à hospitalização. Quando os adolescentes estão com outras enfermidades ou com o sistema imunológico enfraquecido ficam mais suscetíveis a desenvolver graves complicações por causa da catapora.

Algumas complicações que podem surgir a partir da varicela são:

  • Pneumonia;
  • Infecção da pele;
  • Encefalite (inchaço no cérebro);
  • Inflamação das articulações.

Tratamento

Em casos simples de catapora é recomendável algumas ações de autocuidado, como evitar coçar as feridas, antialérgicos e paracetamol para diminuir a febre.

Para pessoas que têm um risco elevado de complicações, como é o caso dos adolescentes, o tratamento é um pouco mais complexo. Os médicos podem prescrever medicamentos para diminuir a duração da infecção em ajudar a reduzir os riscos de complicações. Se surgirem outros problemas mais sérios, o médico determinará o tratamento adequado. Para infecções de pele e pneumonia pode ser recomendado antibióticos. Já o tratamento para encefalite geralmente é feito com remédios antivirais.

Em alguns casos, pode ser necessário a hospitalização do paciente. Por isso, é sempre importante procurar um médico ao perceber os primeiros sintomas de catapora na adolescência.

Prevenção

A vacinação é a melhor forma de prevenir a catapora. A Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) recomenda duas doses da vacina, sendo a primeira aos 12 meses de idade a próxima entre 15 e 24 meses. É fundamental que os adolescentes que não foram infectados pela varicela sejam imunizados. A partir dos 13 anos de idade é indicado tomar duas doses da vacina no intervalo de um a dois meses.

A vacina contra a catapora é altamente eficaz na prevenção da doença, podendo chegar até 90% de efetividade. Se uma pessoa vacinada adquirir catapora os sintomas serão muito leves e vão durar apenas alguns dias.

Existem algumas contraindicações da vacina contra a catapora:

  • Gestantes;
  • Pessoas com HIV ou outras doenças que comprometem o sistema imunológico;
  • Indivíduos com alguma doença moderada ou grave no momento da vacinação;
  • Pessoas que receberam outra vacina de vírus vivo em menos de 4 semanas.

Para saber mais sobre a catapora na adolescência ou outras doenças, entre em contato com a Prevenir


Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
Artigo anteriorPróximo artigo