fbpx
Telefone: (54) 3232-2779 Telefone: (54) 9 9191-8004
Endereço: Rua Pinheiro Machado, nº 719 - Sala 502 - Sarasvati - Vacaria/RS - 95200-000

Vacina Tríplice Bacteriana Acelular Dtpa

  • Sobre a vacina

    Essa vacina é composta por antígenos protetores contra a difteria, tétano e coqueluche. Vacina acelular que se difere por apresentar reações adversas bem menos intensas quando comparadas com a Tríplice de células inteiras, disponível na rede pública.

     

    O que a vacina previne

    Oferece proteção contra difteria, tétano e coqueluche.

  • Indicação

    Para reforço em crianças a partir de 3 anos de idade, adolescentes, adultos e idosos. Para gestantes e para todas as pessoas que convivem com crianças menores de 2 anos, sobretudo bebês com menos de 1 ano, incluindo familiares, babás, cuidadores e profissionais da Saúde.

  • Contraindicação

    Pessoas que apresentaram anafilaxia causados por algum componente da vacina ou após a administração de dose anterior.

  • Esquema de doses

    Indicado um primeiro reforço aos 4 e 5 anos.  E um segundo reforço entre 9 e 10 anos.

    Recomendada para o reforço na adolescência caso não tenha sido aplicada aos 10 anos .

    Esquema para gestantes: Devem receber uma dose de dTpa, a cada gestação entre a 27a e a 36a semana de gestação. Quando não vacinadas durante a gravidez, devem receber uma dose da vacina o mais precocemente após o parto (de preferência ainda na maternidade).

    É importante orientar os demais familiares que terão contato com o bebê (pai, avô, irmão etc.), para proteção contra coqueluche.

    Esquema para Recém Nascidos: 2 meses, 4 meses, 6 meses e aos 15 meses, nas vacinas combinadas: hexavalente acelular e pentavalente acelular.

    Esquema para adultos e idosos: orienta-se fazer apenas 1 dose, pois, considera-se que o mesmo já tenha feito o esquema vacinal completo na infância. E uma dose de reforço a cada 10 anos.

    ​A vacina combinada tríplice acelular + polio (vírus inativado) pode ser administrado no reforço de 4 a 5 anos, devido a sua proteção mais abrangente.

  • Efeitos e eventos adversos

    Em crianças com até 9 anos podem ocorrer: irritabilidade, sonolência, reações no local da aplicação (dor, vermelhidão e inchaço) e fadiga. Falta de apetite, dor de cabeça, diarreia, vômito e febre também podem aparecer.

    Mais de 10% das crianças a partir de 10 anos, adolescentes e adultos experimentam dor de cabeça, reações no local da aplicação (dor, vermelhidão e inchaço), cansaço e mal-estar. Em até 10% acontecem tontura, náusea, distúrbios gastrintestinais, febre, nódulo ou abscesso estéril (sem infecção) no local da aplicação.

Está em dúvida? Fale conosco

Seu nome:*

Seu e-mail:*

Seu telefone:

Serviço:

Sua mensagem: